terça-feira, 26 de abril de 2016

5000 Cruzeiros (1992) - Bicentenário da morte de Tiradentes

Moeda de 5000 Cruzeiros
Inconfidência Mineira: Também conhecido como Conjuração Mineira, foi um movimento separatista ocorrido em Minas Gerais em 1789. Seu principal objetivo era libertar o Brasil do domínio português. O Lema da Conjuração era "Liberdade, ainda que tardia". Desde o século XVI, Portugal cobrava um imposto que ficou conhecido como Quinto, isto é, 20% de todo o ouro extraído deveria ser pago à Coroa. Com o passar do tempo, Portugal passou a cobrar todo o imposto atrasado, o que ficou conhecido como Derrama. Mineradores se rebelaram e organizaram uma conspiração contra a Coroa, com a intenção de formar uma República. O movimento foi delatado por Joaquim Silvério dos Reis ao governador da província, em troca de perdão das dívidas. Os revoltosos foram todos presos e condenados ao exílio em colônias portuguesas na África, exceto o alferes Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, que foi condenado à morte e enforcado. Seu corpo foi esquartejado e colocado em postes. Sua casa foi destruída e o terreno salgado, para que nada mais nascesse no lugar. Na ocasião do bicentenário da morte de Tiradentes, o Banco Central emitiu uma moeda comemorativa. Veja o exemplar abaixo:
Reverso (acervo pessoal)
Anverso (acervo pessoal)
Descrição: O reverso mostra a inscrição do valor facial (5000 cruzeiros) sob a palavra BRASIL, ladeados por uma corda, que simboliza o enforcamento. O anverso mostra a efígie da suposta imagem do Alferes, com as inscrições "LIBERDADE", "CIDADANIA" e "TIRADENTES", além da data comemorativa 1792 - 1992.

Retrato mais realista de Tiradentes
Tiradentes: Joaquim José da Silva Xavier (1746-1792) foi dentista, tropeiro, militar e ativista político que foi enforcado por causar agitação contra o governo de Portugal, por meio da inconfidência mineira. Atualmente é heroi nacional, graças aos ideiais positivistas da primeira República. Tiradentes foi condenado à forca. Executado e esquartejado, com seu sangue se lavrou a certidão de que estava cumprida a sentença, tendo sido declarados infames a sua memória e os seus descendentes. Sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica, tendo sido rapidamente cooptada e nunca mais localizada; os demais restos mortais foram distribuídos ao longo do Caminho Novo. Arrasaram a casa em que morava, jogando-se sal ao terreno para que nada lá germinasse. O dia de sua morte, 21 de abril, é o único feriado nacional dedicado a uma pessoa. Pode-se observar que a sua imagem se assemelha a de Jesus Cristo. Provavelmente ele foi retratado dessa forma para que fosse dada uma aparência messiânica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...